Meu Perfil
BRASIL, Sul, CURITIBA, SAO FRANCISCO, Mulher, de 46 a 55 anos, Portuguese, English, Arte e cultura, Informática e Internet, Ciências

My Amazon.com Wish List
Se quiserem um outro jogo realmente viciante, visitem

(eu sei, eu sei, tou fazendo propaganda de graça, mas vale a pena, viu)
Locations of visitors to this page

Histórico


Categorias
Todas as mensagens
 AN-PU
 Artes
 Escritos
 Matemágica


Votação
 Dê uma nota para meu blog


Outros sites
 An-Pu - O Papiro de Wadjet
 Blog Cedric Sigaud


   
 
De Anima Profundis
.-. --- -... . .-. - --- --..--  . ..-  - .  .- -- ---


para baixar aqui XXX


Escrito por Nikki às 18h52
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]



para baixar aqui XXX


Escrito por Nikki às 18h52
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]



Sejamos (eco)lógicos-I

Hoje me deu vontade de escrever sobre filtros de papel para café. Parece besteira, eu sei, coisa pouca, mas já pensaram no gasto desses filtros comparados com o substituto possível e altamente eficiente deles? Sim, o papel-toalha pode e deve ser usado pelos pão-duros conscientes como eu. Dobrando ao meio e fazendo um conezinho, pondo dentro do funil de plástico dá super certo; é garantido.

Aliás, os filtros de café industrializados podem sim ser utilizados mais de uma vez. O truque está em não deixar a borra esfriar e lavar o filtro de papel pouco depois de passar o café. Eu usei uma das marcas mais caras por quatro filtragens e todas ficaram boas. Mais que isso a cola do filtro de papel começa a soltar e ele se abre. Para lavar os filtros de papel é fácil, mas requer mão leve e delicadeza de toque. É só tirar a borra com água corrente, passando água o suficiente até sair todo o pó.

Economize água também nisso; não precisa de um esguicho da torneira, mas um filete de água constante para lavar tudo. Evidentemente o papel já estará manchado e amarronzado, mas coloque-o para secar sobre um pano de prato ou mesmo dentro do próprio funil plástico. Pronto. Depois de seco está pronto para outras duas filtragens.

O motivo de tirar a borra de café enquanto está quente é que o café é ligeiramente gorduroso e, se esfriar definitivamente, a água corrente fria da pia não vai conseguir tirar a gordura minúscula do café dos pequenos poros do filtro de papel.


Escrito por Nikki às 10h35
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]



Sobre o ouvido

Finalmente descobri qual músculo eu consigo mexer voluntariamente para reduzir o som que ouço. Achava que era uma grande coisa, mas talvez até seja, por ser voluntário. Aqui está o texto que me deu uma luz nesse assunto:

"A condução das ondas mecânicas da orelha externa até a base do estribo pode ser alterada aumentando-se a tensão da membrana timpânica ou enrijecendo o movimento articular dos ossículos. O músculo tensor do tímpano (controlado pela porção motora do trigêmeo) e o músculo estapédio (controlado pelo nervo facial) contraem-se reflexamente com a chegada de sons intensos, aumentando a tensão do tímpano e enrijecendo o sistema de alavancas ósseas. O resultado é a dificuldade na transmissão do som. Muitas vezes, sons intensos são produzidos súbita e rapidamente e o mecanismo reflexo falha."

Curso de Fisiologia 2007 - Ciclo de Neurofisiologia - Departamento de Fisiologia, IB Unesp-Botucatu Profa. Silvia M. Nishida


Escrito por Nikki às 16h30
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]



Engraçado como escrever numa coisa que aparentemente vai ser publicada me dá a quase necessidade de ser boa escritora. As coisas bestas que acometem a mente se vão, ficando o que é filtrado, repassado mentalmente quase um milhão de vezes e digitado - numa fração de segundo. Preferiria mesmo escrever à mão, que para mim é mais prazeroso e rápido. Na falta dessa possibilidade, teclado é a única saída.

Tenho escrito palavras desconexas num caderno. Olhando o conjunto fica parecendo um apanhado que poderia comprometer a minha reputação de quase normal. Ou não; poderia ser um jogo de palavras de alguém que gosta muito de filmes de suspense, policiais e CSI.


Escrito por Nikki às 16h27
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]



Acabando com a graça das coisas - I

Achei um joguinho muito legal na Internet (estava na verdade catando a letra de uma música nordestina de Ivanildo Vilanova e Zé Cardoso, chamada Sou Melhor do que Tu, uma pérola da tiração de sarro. Bolinha de gude bate em outra bolinha de gude que bate em outra e por aí vai (quem já não começou procurando uma coisa e achou outra totalmente diferente depois de três páginas e links levanta a mão). Acabei nesse tal joguinho a partir do site danosse.com.

Como não sou chata (sou roliça) achei bem interessante colocar as minhas soluções do jogo. Mais informações sobre as possibilidades de se completar os quadrados vocês podem encontrar em sites de matemática. A Mathpuzzle é ótima para isso; recomendo. Fiquei em nono lugar e não foi mau para o meu ego...

O Nº 18 eu perdi a imagem antes de salvar....

Legal, né? Podia ter ido melhor se não tivesse parado toda hora para fazer o PrintScreen, mas tudo bem.


Escrito por Nikki às 15h23
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]



Faça uma lagartixa feliz neste Natal - deixe-a viva

Quem mora em Curitiba está careca - ou de cabelo em pé - de saber da incidência enorme de aranhas-marrons que proliferam neste calor. Isso é fato. A picada dói, causa problemas seríssimos de saúde e levam às vezes a óbito. Isso seria perfeitamente controlável se não fosse a ignorância ou superstição de algumas pessoas. Sim, os dois fatores juntos, sendo um cria direta do outro, levam as pessoas a darem verdadeiros tiros no pé.

Exemplo? Quantos dos meus quase-meia-dúzia de leitores acham que um lagartixa faz algum dano, ou que é venenosa, ou que é escorregadia, suja, ou algo do tipo? Quantos já não correram de vassoura na mão para caçar esse animalzinho de forma irracional e quase histérica?

Lamento por quem já fez isso, porque matou uma comedora de aranhas da melhor qualidade. Uma lagartixa pode se banquetear de até SEIS aranhas em um dia só, e num laboratório pode comer até três em meia hora! Não é brincadeira; esses números eu peguei num trabalho científico neste site, escrito por E.N. Ramires e G.M. Fraguas, da Universidade Tuiuti do Paraná.

A foto de uma lagartixa (Hemidactylus mabouia):

A foto de uma aranha marrom (Loxosceles intermedia)

Essa coisa cheia de patas vive até 5 anos e se reproduz 35 vezes durante sua vida. Trinta e cinco ninhadas de pura emoção! Cada fêmea produz uma ooteca (saco de ovos) com 22 a 200 ovinhos. Ou seja, em cada bola esbranquiçada de ovos que a aranha carrega e protege com sua própria vida existem até 200 pequenos sustos rastejantes depois de uma gestação de 23 dias. Uma vez que não têm inimigos naturais disponíveis (se as lagartixas não  forem deixadas em paz), durante a vida de uma fêmea ela pode produzir a quantidade absurda de até 7.000 filhotes.

Em condições ótimas, levando em conta canibalismo, mortes acidentais, etc, nem que seja uma perda de ninhada de 50%, teremos a quantidade de até 3.500 aranhas-marrons se enfiando nos nossos sapatos, roupas, entre os pratos da cozinha,  dentro das fronhas de travesseiros ou nas mantas de bebê dentro do berço. E se reproduzindo depois de 9 meses de vida. 

Segundo o Professor Sílvio Sanches Veiga, da UFPR, de 2003 até hoje já foram defendidas quatro teses de mestrado e uam de doutorado sobre essa aranha e outras sete em andamento, sendo uma de doutorado e quatro de mestrado, além de quatro artigos científicos publicados em revistas internacionais. (Link da Agência de Notícias do Estado do Paraná)


Caso você saiba de um incidente com uma dessas belezinhas:

A vítima deve ser levada o mais rápido possível a um pronto socorro e – se possível - levar a aranha junto para  seu reconhecimento. O tratamento é baseado no soro composto de antihistamínico/anticolinesterásico/dapsona e 5 ampolas de soro antiaracnídeo polivalente ou soro antiloxosceles EV, que deve ser ministrado ao paciente até 36 horas depois do acidente com a aranha.

Este link é para quem tem estômago - é a sequência de necrose de um dedo picado por uma aranha marrom....


Depois disso tudo, será que não dava para superar besteiras e crendices sobre lagartixas? Tá bem, tá bem, podem não ser as coisinhas mais fofas do mundo, mas um animalzinho de quatro patas é melhor do que um de oito para se ter em casa. Às vezes até melhor do que outro de duas....


Escrito por Nikki às 12h59
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]



 
 

Lorem Ipsum (ad infinitum)

 

Texto usado para "encher lingüiça, com trema mesmo, porque é minha", greeked text, blind text, placeholder text, dummy content, filler text, lipsum e mock-content em inglês, "Lorem ipsum" não é simplesmente um texto qualquer. Tem mais de dois mil anos e é parte de uma das peças da literatura latina clássica. O texto vem das seções 1.10.32 e 1.10.33 da obra "de Finibus Bonorum et Malorum"(Os Extemos do Bem e do Mal"), escrito em 45 a.C. por Marcus Tullius Cicero e é um tratado sobre a teoria da Ética.

Bonito ver que uma das obras mais relevantes sobre a conduta humana é usado como mancha gráfica. Faz pensar... com pesar.


Para quem quiser ler no original essa obra, visite o site de M. TVLLI CICERONIS: DE FINIBVS BONORVM ET MALORVM - LIBER PRIMVS


Categoria: Escritos
Escrito por Nikki às 17h50
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]



Letra de música - Ontoro Momo

Essa é uma das melodias mais lindas que já ouvi. Demorei algumas semanas para achar a letra (em Bengali), mas valeu a pena.; faz parte da trilha sonora do filme "The Mahabharata". Letra e música de Rabindranath Tagore (रवीन्द्रनाथ ठाकुर) (1861-1941), cantada por Sharmila Roy. Existe o poema no livro A Poem for CRY (Child Rights and You), cujos direitos autorais são revertidos para a CRY, favorecendo as crianças pobres da Índia.

ONTORO MOMO

Ontoro momo bikoshito koro
Ontorotoro He
(bis)

Nirmolo koro,
Ujjolo koro
Shundoro koro he
(bis)

Ontoro momo bikoshito koro
Ontorotoro He

Jagroto koro,
Uddoto koro
Nirbhoio koro he.

Mongolo koro,
nirolosho ni shongshoi koro he

Ontoro momo bikoshito koro,
Ontorotoro he.

Jukto koro he
shobaro shonge,
Mukto kore he bondho,
Shoncharo koro shokolo korme
Shanto Tomaro chondo.
(bis)

Choronopodme momo chito nispondito kore he
Nondito koro, nondito koro
Nondito koro he.

Ontoro momo bikoshito koro
Ontorotoro he


Categoria: Artes
Escrito por Nikki às 15h21
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]



Crísodos

É uma formação geométrica interessantíssima, apesar de ser tão simples sua confecção que parece óbvio demais. Mas não é. A mera sobreposição de polígonos regulares com suas diagonais causa efeitos interessantes e ritmados, como se pode ver na seqüência abaixo:

Na figura abaixo coloquei o crísodo, de formação poligonal 3 a 13 lados, com as diagonais todas, tendo as linhas de 'ritmo' e as 'ilhas' demarcadas. A elipse na parte de baixo tem a proporção 1:1,5. As relações numéricas ainda não estão dispostas aqui, já que esse é uma visão preliminar do efeito de superposição dos polígonos. Mais a seguir, um dia...


Categoria: Matemágica
Escrito por Nikki às 14h41
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]



Sigilos e Pantáculos VI - Sol

Este sigilo não apresenta simetria em seu Quadrado Mágico nem coerência em seu sigilo de grimório. Não entendi ainda como foi concebido o desenho para representar o Sol a não ser pelos pares sequenciados 27-28 e 10-9, englobado pelas elipses horizontais.

  


Categoria: Matemágica
Escrito por Nikki às 14h02
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]



Sigilos e Pantáculos V - Mercúrio

O Quadrado Mágico de Mercúrio, de total 260,  tem formação bastante bonita e elegante, como se vê na imagem abaixo:

O sigilo apresentado nos grimórios tem igualmente uma formação interessante, bastante próxima das linhas sequenciais, ao contrário dos sigilos mostrados anteriormente, com exceção do de Saturno.

Como se pode observar, nesse caso os círculos existentes dentro do desenho são totalmente pertinentes. Um detalhe curioso neste sigilo é que poucas linhas 'de fechamento' do desenho, ou as quais se poderia chamar de delimitadoras, estão fora do padrão de seqüência. Estas linhas são as 8-32, 40-64, 33-57, 1-25. As demais são indicadoras de seqüências pelo cruzamento entre elas, linearidade (como em 58-59, 62-63, 2-3 e 6-7) ou no espaço, como no caso de 5-4 e 61-60.

Neste caso específico de sigilo, a abrangência de todos os quadrantes é digno de nota e somente poderia ter sido concebido por um matemático, como Paracelso. Não acredito que este em particular tenha sido concebido antes dele dada à sua complexidade de síntese.


Categoria: Matemágica
Escrito por Nikki às 12h52
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]



Sigilos e Pantáculos IV - Marte

Com resultado 65, o Quadrado Mágico de Marte e suas linhas sequenciais em simetria é:

O sigilo dos grimórios é tão deformado quanto o de Vênus, apresentando poucas linhas corretamente posicionadas:

Tal qual o sigilo de Vênus, a curva da direita conecta 15 a 16; a diagonal que corta o quadrado partindo do canto superior direito não tem qualquer sentido a não ser provocar idéia de simetria no desenho. As linhas da esquerda que unem 17-18-19 são conectadas à diagonal em 12 e 14, meramente por motivo de união de uma linha que originalmente ficaria solta. O semi-círculo do topo é um parco índice de duas conexões existentes.


Categoria: Matemágica
Escrito por Nikki às 12h10
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]



Sigilos e Pantáculos III - Saturno

Seguindo a linha de raciocínio apresentada no post sobre o Quadrado Mágico atribuído a Júpiter, deixo a seguir o resultado sobre o Sigilo de Saturno e seu respectivo Quadrado Mágico:

Nem tão esotérico assim, já dizia a canção...


Categoria: Matemágica
Escrito por Nikki às 11h27
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]



Sigilos e Pantáculos II - Vênus

O Quadrado Mágico de Vênus dá o resultado 175. O sigilo apresentado nos grimórios antigos não corresponde exatamente ao caminho numérico apresentado abaixo, mas dá ima idéia vaga deste:

Sigilo completo

Há de se notar igualmente o processo simétrico bilateral deste quadrado.

O sigilo mostrado em grimórios é o que se segue:

Bem diferente das linhas de seqüência. Não consegui encontrar possibilidade de montagem deste desenho a não ser a linha diagonal que parte do quadrante superior esquerdo, da curva que vai do quadrante 28 ao 29 e da linha que une o quadrante 16 ao 17. O círculo que engloba os quadrantes 32-1-26 a 40-9-34 é uma alteração curva e tosca das linhas sequenciais. A elipse quebrada à esquerda seria, em princípio, correta se fosse um círculo e tangenciando a linha diagonal, obedecendo à lógica empregada no círculo de baixo. Dessa maneira, englobaria os quadrantes 30-6-24, 13-31-7 e 38-14-32. As linhas diagonal 46-a-4, 41-17-49 e 17-10 serviriam, nesse caso, tão-somente para forçar uma semi-simetria no desenho total.


Categoria: Matemágica
Escrito por Nikki às 11h16
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]

 
 
The Original Myspace Map
free counters